Ajuda
Ajuda:Para realizar uma Busca no Guia São Vicente , digite a palavra chave referente ao que você procura. Ex.: se você busca hotéis, pousadas ou motéis em , digite: hoteis, pousadas, hotel, pousada, hospedagem, motel etc... Se você busca concessionárias em , digite: concessionária, revenda, carro, automóvel, veículos etc... Se você busca por restaurantes em , digite: restaurante, comida, delivery, kilo, disk, pizza etc... , Se busca por imobiliárias, digite: imobiliárias, imóveis, apartamentos, casas, kitnet ou entre no nosso banco de imóveis no menu abaixo.
>> Fechar

ANÚNCIOS GRÁTIS

ARTIGOS

Animais & PET
Guia São Vicente

A Coleira do Cão

Um dos acessórios, quase obrigatórios, para o cão como animal doméstico, é a coleira. Sua utilização remonta às primitivas civilizações que adornaram os cães com este detalhe por um sentimento de "propriedade" que caracterizava de forma inequívoca o cão de cada qual, e, por uma função meramente prática, que permitia a sujeição cômoda do exemplar impedindo-o de atacar um estranho não hostil ou um animal doméstico. Se especula com diversas teorias sobre a função primitiva da coleira que, fosse funcional ou sinal de deferência de uma propriedade, teve ao longo da história do homem e do cão um desenvolvimento paralelo à seleção e registo das diferentes raças caninas.

A COLEIRA DE DEFESA

Os cães pastores, mastins, e outras raças de guarda e defesa costumam ser adornados com a coleiras longas de couro bem curtido e guarnecidos com puas metálicas. A largura da coleira costuma ser bastante ampla para proteger a zona mais vulnerável do animal, a garganta, visando uma defesa eficaz numa eventual luta na qual se pudesse envolver o cão contra os lobos ou outros carnívoros selvagens. Em exemplares de caráter agressivo e brigão, se empregam as coleiras reversíveis de defesa ou "castigo" aptas para proteger o animal de outros congêneres pouco tolerantes, e permitem ao dono não ser arrastado pelo fogoso cão, dado que dando a volta no implemento oprimem a garganta do cão impedindo os puxões clássicos.

AS COLEIRAS DE IDENTIFICAÇÃO

Costumam consistir em tiras de couro com uma fivela de aço que se ajustam de forma firme mas folgada ao pescoço do animal. Levam uma chapa metálica onde se grava o nome do cão e telefone do proprietário que permitem uma rápida identificação em caso de extravio ou acidente. Também costumam ter uma argola ou anel que permitem a sujeição a uma correia.

A COLEIRA ANTI-PARASITAS

Consistem fundamentalmente em tiras de material plástico poroso impregnado de uma substância inseticida volátil que se expande, quando o cão se move, ao redor do corpo do animal, formando um halo protetor contra a aproximação de pulgas, carrapatos e outros parasitas externos. Devem utilizar-se de uma cor semelhante ao tom do cão e ir escondidos ao redor da coleira principal.

AS COLEIRAS METÁLICAS PARA PASSEIO

São empregadas atadas a sininhos que indicam inequivocamente a presença do animal. Muito úteis para raças de pequeno tamanho: pinscher anão, chihuahua, terrier miniatura, etc., que permite a localização auditiva evitando pisões de conseqüências imprevisíveis para estas raças miniatura. Do mesmo modo, servem para anular a eficácia venatória de cães caçadores que possam estar livres num jardim, advertindo suas presas eventuais: esquilos, coelhos, etc., que fogem ao escutar o som dos sininhos.

COLEIRAS DE AVISO

São empregadas atadas a sininhos que indicam inequivocamente a presença do animal. Muito úteis para raças de pequeno tamanho: pinscher anão, chihuahua, terrier miniatura, etc., que permite a localização auditiva evitando pisões de conseqüências imprevisíveis para estas raças miniatura. Do mesmo modo, servem para anular a eficácia venatória de cães caçadores que possam estar livres num jardim, advertindo suas presas eventuais: esquilos, coelhos, etc., que fogem ao escutar o som dos sininhos.


Artigos Anteriores:

18/01/2009
51 Dicas de Como Manter seu Aquário

11/11/2008
COMO CUIDAR DE CÃES

09/09/2008
Enriquecendo o habitat

12/01/2008
Exoparasitose

10/01/2008
Desmamação de Gatos

09/01/2008
A velhice nos Felinos

08/01/2008
A COLEIRA DO GATO

07/01/2008
Educação doméstica dos Cães

06/01/2008
Cuidados do pêlo do cão

05/01/2008
COSMÉTICA CANINA

04/01/2008
UNHAS NOS CÃES

03/01/2008
A amputação da cauda

02/01/2008
A Velhice

01/01/2008
A DENTIÇÃO DO CÃO

29/06/2007
A correia: segurança e simbolismo

28/06/2007
A Comida do Cachorro

27/06/2007
A Coleira do Cão

26/06/2007
A Casa do Cachorro

25/06/2007
A Cama do Cachorro

Guia São Vicente - Seu Anúncio na Internet - Mapa do Site

Copyright© 2022 - Todos os Direitos Reservados - Parceiros

hotel | pousada | imoveis | informática | motel | diversao | bares | pizzaria | Aquário | cinema | turismo | clube | flores | cestas | estética | chopp | churrasco |


Laboratórios Lazer Tecidos Veterinários Água Mineral Universidades e Faculdades Box para Banheiro Celulares, Tablets, Smartphones Tapeçaria Pneus Lajes Terraplanagem Produtos de Limpeza Gás Painéis, Letreiros, Luminosos Motos Construtoras & Incorporadoras Canil Pousadas Utensílios e Utilidades Domésticas